segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Um sonho ...

Sinto-me feliz, sinto que se cumpriu um dos “meus sonhos”, e como tal, decidi compartir esta felicidade com todos os leitores deste blog.

Sim estou a fazer um pouco de suspense … bom o sonho que falo era ter um(a) filho(a) com a pessoa que amo, com a pessoa que escolhi para ser minha parceira nesta “grande” viagem que é a vida. Este feriado constatamos o que suspeitávamos “estamos grávidos” … e felizes.


Devo confessar que a minha reacção foi no mínimo inesperada, fiquei estático por segundos sem conseguir perceber se o resultado era positivo ou negativo. Um daqueles momentos mágicos em que por mais que estejamos à espera não conseguimos deixar de ser apanhados.


Agora depois de tanta felicidade, vem o resto, as preocupações com a alimentação, com as consultas e a estabelecer regras muito mais restritivas quanto às nossas rotinas, como a alimentação saudável e a regularidade da mesma (dizem os especialistas que a grávida deve substituir as 3 grandes refeições que geralmente têm por 6). Isto é, pequeno-almoço, lanche da manha, almoço, lanche, jantar e antes de deitar. A ideia não é engordar é dividir as refeições e tentar comer de duas em duas horas. Como saberão a ideia de comer por dois à muito que foi deixada de lado. A ideia é incluir também os alimentos sugeridos para uma alimentação saudável e equilibrada. Alem da alimentação vamos criar a rotina de passearmos sempre que possível. E a natação vai fazer parte do nosso fim-de-semana.

As náuseas já são uma constante, nada que um sorriso ou uma atitude mais atenta por parte do marido (eu) não supere. Mas ainda estamos no início, eu sei … Sempre positiva, tem que ser esta a atitude.

Agora aquelas perguntas que julgo que todos os pais inexperientes se fazem, vou ser bom pai/mãe? Vou estar à altura? (entre outras) E agora? Agora é estarmos juntos e unidos e gozar o máximo possível esta dádiva. É mútuo a ideia base do desejo que a gravidez corra bem aos dois (minha mulher e descendente, entenda-se). Que o nosso filho seja saudável. Tudo o resto será conquistado dia a dia, e isso é que é importante apreciar o momento e saber saboreá-lo. Acredito que a natureza é sabia, e se a gravidez demora 9 meses é o tempo que necessitamos para nos adaptarmos e prepararmo-nos para acolhermos o nosso filho.

Gostaria de deixar as últimas palavras, para que um dia o nosso filho as possa ler e perceber o que sentimos passo a passo. Estou muito feliz por ti, eu e tua mãe amamos-te muito e aguardamos-te de braços abertos … um até já.