terça-feira, 21 de Outubro de 2008

Grávidas podem viajar?


«Você está grávida e quer viajar? Esse é um momento que precisa de uma preparação mais detalhada. Antes de começar a arrumar as malas, converse com o seu médico e faça um novo exame para garantir que está tudo bem com o bebê. Pense também no destino. Não adianta escolher uma viagem em que você não desfrutará dos programas oferecidos. Se tudo está correndo bem, a grávida pode descer ou subir a serra e ir para onde desejar sem se preocupar com a saúde da criança. Mas, se a gestação é de alto risco, é melhor adiar o passeio. "Quando há riscos para a mãe e o bebê, não liberamos a grávida para viajar", diz Luciana Taliberti, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz.

A partir do sétimo mês, algumas companhias aéreas exigem documentos com autorização médica -- com as condições de saúde da gestante e a data prevista para o parto -- e há casos em que a mulher deve estar acompanhada de um médico para poder embarcar. De acordo com a especialista, a viagem de carro é a melhor opção, porque, se ela passar mal, pode ir direto para o hospital. "Também é importante arrumar o cinto de segurança corretamente. Para ficar mais à vontade, a alça deve ficar embaixo da barriga, diz.

Durante o passeio, a grávida deve caminhar a cada duas horas, por 10 minutos. No trem, ônibus ou avião, ao andar pelos corredores, é preciso se apoiar nas poltronas, para evitar o desequilíbrio. Nas viagens de carro, estradas com pouco movimento são boas opções para as paradas . "Essa movimentação ajuda na boa circulação do sangue e evita a trambose", afirma Luciana. Se a opção for um cruzeiro, o ideal é ter um remédio para enjôo à mão receitado pelo obstetra.

Em qualquer viagem, é indispensável tomar líquidos, para manter a hidratação. Além disso, roupas largas deixam a mulher mais confortável.

Dicas para viajar

Avião

Caminhe e alongue as pernas durante o vôo;
Ajustar o cinto de segurança abaixo da barriga e não sobre ela;
Colocar um travesseiro na cintura, para evitar dores nas costas;
Beber bastante líquido (um litro a cada duas horas de vôo) para equilibrar a baixa umidade das cabines dos aviões;
Fazer pequenas refeições durante o vôo para evitar enjôos;

Carro, trem ou ônibus

Utilizar cinto de segurança abaixo do abdômen;
Deixe pelo menos um espaço de 10 centímetros entre sua barriga e o volante;
Nas viagens de carro, pare para caminhar ou se movimentar a cada duas horas;
No caso de viagens de trem ou ônibus caminhe no corredor segurando nas poltronas;

Navio

São viagens geralmente seguras, mas é recomendado alimentar-se de forma mais leve;
Peça para que o seu médico indique um remédio específico para diminuir os enjôos;
Antes de embarcar, verifique se o navio possui assistência médica a bordo.
Carla Conde, Revista Cresce»

Fonte:Imirante
LinK:http://imirante.globo.com/plantaoi/plantaoi.asp?codigo1=177762

Sem comentários: